a deus verme

aqui estará o que sobrou do meu pai. o nome dele é antônio carlos alves de queiroz, nascido em 18/08/57 e morto no dia 03/03/2006 com 48 anos de idade. após sua morte revirei o que restou da sua casa e encontrei alguns escritos. não os colocarei em ordem cronológica. colocarei como eles vierem até mim.

fotos cedidas por michel espitale... saudades...

feliz aniversário

hoje, 18/08/2008 é seu aniversário pai.
você estaria fazendo 51 anos.
sei que você fez tudo que pôde por mim e por todos.
você era um cara manero. tinha um bom coração. apesar de toda limitação....
no fundo apesar de toda crítica ao seu modo de vida, eu te admirava pra caralho...
era inteligente pra caralho!!!! sintetizava o mundo todo em poucas palavras!!!
tinha umas músicas lindas que eu me amarrava!!!!
era um místico! tinha um olhar profundo com o universo borbulhante dentro dele....
o olhar que dizia tudo....
sinto sua falta...
me lembro bem depois da sua morte, fui um dia no seu apartamento. e lá estava aquela zona de sempre, garrafas de cachaça pelo chão, conchonetes espalhados para os mendigos que vc botava pra dentro de casa por amor, e uma imagem de jesus cristo olhando em direção a janela... aquilo tudo me surpreendeu, sobretudo os colchonetes...
sonhei essa noite com você e com a vó. a vó estava vestida estranha mas estava super bem... vc não sei como estava. sabia que vc estava lá mas não te via...
era um abrigo de mendigos. e minha avó pediu preu entrar num quarto preu pegar ou ver alguma coisa. eu entrei e o quarto estava escuro. a luz entrava pela porta e tinha uns beliches e uns barbantes usados de varal. me enrosquei nos barbantes. no final do quarto aonde deveria ter uma parede tinha umas tábuas e por entre as tábuas tinha uma fresta. olhei pela fresta e vi o lugar do sonho anterior. parecia um depósito abandonado. e lá no meio tinha um....
um....
....inexplicável e sem sentido robô....

feliz aniversário pai. eu te amo.




a explicação do próprio para essa foto: "pô gabriel, tínhamos tomado um ácido no pavão (visconde de mauá) e o jô tirou o pau pra fora e começou a bater uma punheta na minha frente e das garotas..."

pedra aguda

Átómo do Coração da MÃE - 1985





tao pai tao filho

o testamento


(12/03/2005)

pérolas extraídas do álcool:

- eu não alcolizado ou eu alcoolizado é a mesma coisa.

- quero ser cremado. e vocês vão levar as cinzas pro rio preto na ponte lá com a galera fumar um baseado e jogar as minhas cinzas no rio preto.

(chegou aqui em casa pra variar alcoolizado e me vendo no computador pediu para eu começar a escrever...)

eu: fala ae
antonio: o titulo ?
antonio: bota o titulo ae
antonio: i o que vc tah fazendo ai ?
antonio: o que vc tah botando ae ?
antonio: que isso ae gabriel
antonio: ôô ...
antonio: "
É provisório, o monopólio!


Aonde está a flor que assusta
importante instante como custa
com o trotar do lanceiro
impondo o rosto
Que nas lagrimas magnas o justo é posto
e no labirinto peçonha
a morte festa ...
"
antonio: acabô, fininho né?

(04/07/2004)

a última vez que vi o verme






(07/01/2006)

Renascer de um Raio-de-Sol

Traga quem não quer ser visto,
aqueles que se encontram na escuridão.

Não deixe de se lembrar de todos,
porque todos juntos fazem o contexto real.

A imaginação muitas vezes pode ser prejudicial,
Pois a mente às vezes falha, como qualquer peça material.

Não deixe, pois, que a imaginação faltosa lhe trague...
Estrangule a vontade de imaginar erros
ou alguma coisa sem sabedoria.
Pois toda a coisa que não é sábia, não poderá mostrar caminhos...


A Luz é evidenciada pelo espírito.
Como toda a planta que vai de encontro à Luz,
todos um dia se cansarão da escuridão.
Já foram sementes e breve irão germinar e procurarão a Luz.
Mesmo que a chamada se dê num dia de sêca.
Pois a água é essencial a planta como a evolução para o Homem.

A dúvida é se todos germinarão a tempo,
tempo de chegar ao lugar de origem.

Mesmo que à Luz seja paralisada pela falta de Sol.
Ou seja um dia de chuva...

Pois o que nasce para germinar, germinará. E o que nasce e não brota,
não terá condição de sobreviver.

A vitória do ser infinito virá breve.
Ser de Luz ou não é uma escolha relativa.
A escuridão existe para bloquear a Luz,
assim como as nuvens para dificultar o Sol
de mostrar seus raios.

Não deixei pois que as nuvens das trevas,
bloqueiem os raios vibrantes de, Pensamentos, Espiritualidade,
Bondade, Esclarecimento, Beleza, Justiça e Mansidão,
que transcendem de seu Amor-Natural.

Essa relação jamais se omitirá,
Já que toda água é evaporada,
as nuvens, em bonanza se espalharão e
até pela mais cinzenta janela
brincará o mais lindo raio de Sol...

B O M (EXCELENTE) N A T A L

& F E L I Z A N O N O V O

o verme-mor no montana grill


Quando tentei me libertar
da minha vida tardia,
me lembrei da minha vida
que me prende a levar.

Sofri no sabor de um sábado,
que me perdia no ardor do tempo,
as noites que não vivi
como num eterno passatempo.

Esqueci que era vivo,
desdém da vida que levava.
Esqueci do velho crivo,
que lentamente queimava.

Antônio Queiroz 20/04/1995

FOSSA LACRIMAL

Espero não pensar
mas a vontade já não obedece
e os pensamentos entristecem
o meu coração de tolas lembranças!

Se o tempo fosse um rio
eu juro que agora
nadava contra a corrente
até chegar perto da tua presença

E se a saudade que bate
fosse chuva (lágrima!)
eu só sairia num dia de sol!

Deixa a caneta de lado
e vai dormir para sonhar
com a hora de encontrar
você dançando nas nuvens do meu céu...

(30/01/1979 p/claudinha)

POSTA À MESA, O CAOS

Entre nas vértebras do sistema
e sinta o medo da profundidade óssea
com toda dureza
das paredes colossais
da imensidão sem saída

O seu túnel é transparente
e a sua imagem: um engano

Sua cores aparentes
aparentes como tarde e nunca

Porém
a noite de luar
pensou trazer
o sabor do acontecer

Pensei em nascer
talvez até me lembrar
de fatos marcados
que dão as iniciais da confusão
dos versos dessa canção!

(13/12/1977)